Golpe do boleto falso do INPI cresce 427% em 2016!

Boleto falso do INPI

O envio de cobranças fraudulentas por parte de terceiros é um golpe antigo, já bem conhecido na área da propriedade intelectual e nós da Apolo constantemente esclarecemos nossos clientes para não caírem no golpe do boleto falso do INPI. No entanto, em 2016 este tipo de fraude cresceu cerca de 427%, com 464 denúncias, contra 94 denúncias em 2015.

Os alvos são tanto pessoas físicas quanto jurídicas.

Os mal-feitores se utilizam de nomes que induzem o empresário a acreditar que a fatura é uma cobrança de taxa obrigatória emitida pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual – INPI, órgão vinculado ao Ministério da Indústria, Comercio Exterior e Serviços.

Devido a esse cenário, o Instituto solicitou a Polícia Federal a investigação das empresas que emitem esses boletos fraudulentos, com base numa lista de 90 empresas fantasmas, mas que segue sendo atualizada e pode passar de 150. Os valores cobrados pelos estelionatários vai de R$ 387,50 a R$ 1.658,00 e alegam que caso essa “taxa” não seja paga a marca ou patente será indeferida ou arquivada.

Portanto os empresários devem ficar atentos a esse golpe de boleto falso do INPI. É importante salientar que o INPI NÃO ENVIA BOLETOS, os pagamentos das taxas referentes às etapas dos processos de registro de marcas, patentes, desenho industrial e software são pagas através de GRU (guia de recolhimento da união) no próprio site do INPI, procedimento que a APOLO realiza para você.

Quer contar com total proteção à sua marca e evitar cair no golpe do boleto falso do INPI? Entre em contato com a Apolo, temos soluções completas e acessíveis para você e sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Falar no Whatsapp
Fale com um especialista por whatsapp